MotorDream

  • feed
Testes

Teste: Gallardo LP 560-4

14/09/2009 11:00  - Fotos: Divulgação
Envie por email

Teste: Gallardo LP 560-4

Com novo motor, Lamborghini chega a 560 cv e segue a tradição de alto desempenho da marca

por Luís Guilherme
AutoMotor/Portugal
especial para MotorDream


Os carros da Lamborghini são, por natureza, objetos de desejo no mundo inteiro. Mas o Gallardo tem uma aura particular. Ainda mais depois que a marca – que pertence ao grupo Volkswagen – resolveu renovar o esportivo, lançando a versão do LP 560-4 Spyder. Bastante fiel à boa tradição italiana na criação de supercarros, o modelo V10 5.2 litros de 560 cv impressiona desde o primeiro instante que se vira a chave na ignição.



Os mais puristas da condução podem preferir a versão coupê, pela maior rigidez estrutural. Mas quando se conduz o Spyder, é inevitável ter muitos argumentos a favor do novo Gallardo. Mesmo assim, as diferenças do Gallardo “normal” para este vão além do que os olhos podem ver. A potência do Spyder subiu 40 cv em relação a oferecida pela montadora anteriormente, um V10 5.0 litros. Os antigos 520 cv do 5.0 litros deram lugar aos 560 cv que dão nome ao Spyder. Enquanto isso, o nível de emissões desceu para 300 g/km nesta versão, equipada com o opcional câmbio “E Gear”, de seis velocidades, que permite trocar as marchas através de borboletas no volante.


   
A transmissão oferece três programas de gerenciamento eletrônico. São eles o “Normal”, “Sport” e “Corsa”. E quando se usa a caixa no modo “Corsa” – o mais esportivo modo de condução –, em automático ou manual, 70% da potência é entregue ao eixo traseiro através de um acoplamento viscoso. As passagens de marcha são ultrarrápidas, fazendo com que os ocupantes levem autênticos coices. Ainda assim, existe um diferencial traseiro autoblocante para garantir que não se desperdice nenhum cavalo de potência que seja em acelerações vigorosas. Mesmo não sendo o mais veloz dos esportivos de zero a 100 km/h, o Spyder ainda consegue ganhar destaque ao demorar apenas quatro segundos para chegar à marca.

Graças a um sistema de tração integral otimizado, os movimentos da carroceria são poucos sentidos. O Lamborghini LP 560-4 Spyder é um esportivo capaz de levar o condutor ao delírio, com sensações únicas, muita eficácia e uma postura equilibrada. Os freios a disco compostos por cerâmica e fibra de carbono dão exata precisão às necessidades do esportivo.


   
Mas o lado mais negro deste esportivo é óbvio. Consumos politicamente incorretos e um preço final de 291.346 euros – o equivalente a R$ 770 mil –, se forem incluídos todos os opcionais presentes no modelo testado.

Primeiras impressões

Pose de predador
Lisboa/Portugal - Apesar de parecer um foguete sempre que o pedal da direita é pisado com vigor, o Gallardo aumenta ainda mais a sua raiva acima das 4 mil rpm. A partir daí, produz um som tão estridente como viciante até os 8 mil giros. Só ouvindo, porque as palavras não são suficientes para descrever. A posição de condução é globalmente boa, pela amplitude das regulagens do volante. Mas o apoio para o pé esquerdo afunila demais, o que o torna pouco ergonômico. É quase um convite a frear com o pé esquerdo, como em um kart.



O tipo de plástico usado na base achatada do volante e nas saídas da ventilação não é agradável aos olhos, ainda mais quando o interior do esportivo é todo em couro, opção que só merece elogios. O console central inclui os mesmos comandos que existem no Audi, e agora no Seat Exeo. Já os comandos cromados do tipo “interruptores” são lindos e reforçam o ambiente “cockpit”.
   
Os 300 km/h são ultrapassados sem qualquer problema. Porém, o mais sedutor é poder saltar dos 240 para os 280 km/h em um instante, se o acelerador tiver liberdade de expressão. Em velocidade muito elevada em curvas longas, cria a necessidade de fazer pequenas correções no volante para manter a trajetória. Não chega a abalar a confiança, mas serve de alerta para que não haja qualquer distração nestes momentos tão sublimes e delicados.
   
Quando os pneus começam a fazer a sinfonia típica do deslize sobre o asfalto, apenas avisam que a velocidade na curva é elevada, porque os limites ainda estão longe. O melhor deste Gallardo é que enche de prazer, seja qual for a condução que se pratica, tanto em ritmo frenético, como em uma atitude igualmente dinâmica, porém mais descontraída. Há automóveis que só entusiasmam quando se conduz ao ataque, mas no Gallardo LP 560-4 Spyder a emoção começa assim que se vira a chave de ignição.

Ficha técnica

Lamborghini Gallardo LP 560-4 Spyder

Motor:
A gasolina, central traseiro, longitudinal, 5.204 cm3, com dez cilindros em “V”, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote. Injeção eletrônica de combustível.
Transmissão:
Manual automatizada com seis marchas a frente e uma a ré. Tração integral permanente. Possui controle eletrônico de tração.
Potência máxima: 560 cv a 8 mil rpm.
Torque máximo: 55,0 kgfm a 6.500 rpm.
Diâmetro e curso: 84,5 mm X 92,8 mm. Taxa de compressão: 12,5:1
Suspensão:
Dianteira e traseira com triângulos sobrepostos. Barras estabilizadoras dianteiras e traseiras.
Freios: Dianteiros e traseiros a discos de carbono. Oferece freios ABS e EBD.
Carroceria: Conversível, duas portas e dois lugares. Com 4,34 metros de comprimento, 1,90 m de largura, 1,18 m de altura e 2,56 m de distância entre-eixos. Oferece airbags dianteiros e laterais.
Peso: 1.550 kg.
Capacidade do porta-malas: 100 litros.
Tanque de combustível: 80 litros.

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MortorDream - Rua Goethe, 55 Botafogo - Rio de Janeiro , RJ - Cep: 22281-020 Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.953434, -43.194393
Webroom - soluções interativas